Logo

‘Estamos sentindo uma certa dificuldade na distribuição das doses de vacinas pelo governo do Estado’, diz secretário de Saúde de Picos

Wesley Monteiro 

23/07/2021

O secretário de Saúde de Picos, Aldo Gil de Medeiros, fez uma nova avaliação da campanha de vacinação contra a Covid-19 no município, nesta sexta-feira (23). De acordo o Vacinômetro divulgado nesta quinta-feira (22), o município já vacinou 30.349 pessoas com a primeira dose e 13.573 com a segunda dose, e dentre esses números 1.085 pessoas foram vacinadas com a Janssen, vacina de dose única.

Segundo Aldo Gil, a campanha de vacinação está atendendo suas expectativas, mas ele afirmou que está sentindo uma certa dificuldade na distribuição dos imunizantes pelo governo do Estado.

“Estamos com bom andamento da campanha de vacinação, já vacinamos mais de 43 mil pessoas com a primeira e a segunda dose, mas estamos sentindo uma certa dificuldade na distribuição dessas doses pelo governo do estado. Fazendo a comparação com outros estados, eu peguei por exemplo uma cidade do estado da Paraíba, uma cidade mais ou menos do porte de Picos, que é Patos (PB), essa semana eles receberam sete mil doses da vacina, enquanto a gente recebeu apenas mil doses”, disse o secretário.

Aldo destacou que ainda não sabe o que está acontecendo para o plano de imunização está lento em algumas cidades do estado, mas afirmou que já está buscando resposta ao governo do Estado.

“Está tendo algum problema aqui no Piauí que a vacinação está mais lenta que outros estados, não sei se o problema está no governo do estado ou na distribuição das doses pela Sesapi. Estamos cobrando uma resposta deles, porém o nosso trabalho é apenas aplicar as doses, a gente não controla a parte do recebimento das doses”, ressaltou Aldo.

Sobre a segunda dose, Aldo destacou que a mesma é garantida para todos que receberam a primeira dose. Porém, o secretário disse que a procura pela segunda dose está sendo menor no município.

“A segunda dose ela é garantida 100%, a primeira dose está tendo uma procura muito boa, mas no caso da segunda dose estamos tendo uma defasagem, que ainda não sabemos qual é o real motivo, porém a procura está sendo menor. Diante desse fato estamos apertando a campanha de vacinação e fazendo divulgações repetidas nas redes sociais chamando esse pessoal para tomar a segunda dose”, finalizou.

 

 

 

 


© 2009 Jornal de Picos — Todos os direitos reservados. E-mail: jornaldepicos@jornaldepicos.com.br