Página Inicial

Siga-nos:

19.8.2018

Opinião

"Uma cidade que gera um jogador fantástico como o GRANDE LEONARDO só pode ser uma cidade muito especial! OBRIGADO POR TUDO, PICOS! PERNAMBUCO JAMAIS ESQUECERÁ O FILHO DE VOCÊS! LEONARDO MARCOU ÉPOCA NO BRASIL INTEIRO! "


De: Sergio Silva em Recife, 04/03/2016 11:30:14h

[ Veja mais ]

Você está lendo a coluna: Brasil

INACEITÁVEL

Moro recebe auxílio-moradia mesmo tendo imóvel em Curitiba

Juiz recebe auxílio-moradia de 4.377,73 reais por mês desde outubro de 2014 mesmo possuindo imóvel próprio em Curitiba

MSN  

02/02/2018

Foto: reprodução

clique para ver a foto em tamanho real

Mesmo tendo imóvel própiro juiz Sérgio Moro recebe auxílio-moradia.

O juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato no Paraná, recebe auxílio-moradia de 4.377,73 reais por mês desde outubro de 2014 mesmo possuindo imóvel próprio em Curitiba. O pedido do juiz foi feito com base na decisão liminar do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), que um mês antes havia permitido que magistrados recebessem o valor desde que não houvesse residência oficial designada.

 

Diante da decisão do ministro, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) publicou uma resolução regulamentando o pagamento. Além de não existir uma moradia pública indicada, o pagamento também foi vetado para dois juízes diferentes que vivam sob o mesmo teto. Em casos do tipo, apenas um pode receber o valor.

 

O pagamento do auxílio-moradia ganhou destaque nas últimas semanas diante de questionamento sobre os altos valores de remunerações de magistrados e pelo entendimento de que o benefício não deve ser contabilizado para fins do teto do serviço público federal, de 33.763 reais.

 

Fux se baseou na percepção de que os adicionais previstos na Lei Orgânica da Magistratura (Loman) configuram ajuda de custo e, portanto, não estariam sujeitos a limitações.

 

A posse de um apartamento de 256 m² em um bairro de classe média de Curitiba, comprado por 173.900 reais em 2002, pelo juiz Moro foi revelado pelo jornal Folha de S.Paulo nesta sexta-feira. Questionados por VEJA, a assessoria do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), responsável pelo pagamento, e a assessoria do juiz Sergio Moro, se limitaram a justificar os critérios para o pagamento dos benefícios, operacionalizado pela presidência do tribunal após a decisão do STF e a resolução do CNJ.

 

Bretas

 

O caso de Moro é diferente da controvérsia envolvendo Marcelo Bretas, juiz responsável pela operação no Rio. Bretas entrou em rota de conflito com seus seguidores nas redes sociais depois que foi revelado que ele e a esposa, também juíza, recebem simultaneamente o benefício. Na rede social, o magistrado disse ter “o estranho hábito” de pedir algo na Justiça quando “penso ter direito”.

 

Questionado pela Ouvidoria da Justiça Federal pelo pagamento em duplicidade, ingressou com uma ação judicial e conseguiu uma decisão que lhe permitiu continuar recebendo o benefício. Levantamento de VEJA mostrou que, em um único mês, o pagamento de auxílios a magistrados chegou a 105 milhões de reais. Só de auxílio-moradia, foram 63,3 milhões de reais.

 

Em novembro do ano passado, o ministro Luiz Fux liberou o processo em que a Associação dos Juízes Federais (Ajufe) pede o reconhecimento do direito, e que provocou a liminar hoje em vigor, para julgamento definitivo. O caso deve ser incluído pela presidente Carmen Lúcia para ser discutido em março pelo STF.

 

.:: ComentarCorrigirEnviar por e-mailImprimir ::.

Comentários desta matéria:

Não há comentários para a matéria no momento.

Outras desta mesma coluna:

13-08-2018 :: Resgate do PIS/Pasep começa nesta terça para trabalhadores de todas as idades

01-08-2018 :: Presidente do TSE afirma em processo que Lula está inelegível

01-08-2018 :: Mais de 90% dos deputados tentarão a reeleição

31-07-2018 :: Morre aos 96 anos autor do impeachment de Dilma

30-07-2018 :: TSE define regras para período de campanha

20-07-2018 :: Projeto aumenta limite de áreas não-edificáveis em rios e lagos

11-07-2018 :: Juíza veta Lula em campanha e na convenção do PT

29-06-2018 :: Supremo enterra de vez cobrança do imposto sindical

23-06-2018 :: Desaprovação a Bolsonaro sobe e chega aos 64%

20-06-2018 :: Ciro Gomes é vaiado e deixa evento em Minas Gerais

19-06-2018 :: Procuradoria Geral da República denuncia Ciro Nogueira

16-06-2018 :: STF confirma condenação de Paulo Henrique Amorim em caso de injúria contra Heraldo Pereira

16-06-2018 :: Ex-colega quer dinheiro para contar ação de Bolsonaro em plano de atentado

13-06-2018 :: Justiça nega pedido de Lula para disputar eleição

11-06-2018 :: Presidente do STF Cármem Lúcia defende imprensa livre

[ Todas desta coluna ]

Clínica Picoense  - Clínicas picoensw aaaa chaguinha - aaaa chaguinha edilson constutora  - edilson constutora Colégio Machado de Assis  - Machado de Assis edilson madereira - edilson madereira marquês frios - marquês frios dr.bezerrinha - dr.bezerrinha Prefeitura Municipal de Picos - Prefeitura Municipal de Picos - Site Oficial

© 2009 - Jornal de Picos - Todos os direitos reservados - E-mail: contato@jornaldepicos.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.