Página Inicial

Siga-nos:

21.1.2018

Opinião

"Uma cidade que gera um jogador fantástico como o GRANDE LEONARDO só pode ser uma cidade muito especial! OBRIGADO POR TUDO, PICOS! PERNAMBUCO JAMAIS ESQUECERÁ O FILHO DE VOCÊS! LEONARDO MARCOU ÉPOCA NO BRASIL INTEIRO! "


De: Sergio Silva em Recife, 04/03/2016 11:30:14h

[ Veja mais ]

Você está lendo a coluna: Municípios

PARCIALMENTE

TCE acata denúncia contra ex-prefeita Waldelina Crisanto

Ex-prefeita teria realizado licitação fora de expediente e sem obras em andamento e realizado concurso mesmo alegando dificuldades financeiras

Vitor Fernandes/Viagora  

11/12/2017

Foto: reprodução

clique para ver a foto em tamanho real

Ex-prefeita de Jaicós, Waldelina Crisanto.

O Conselheiro do Tribunal de Contas do Piauí, Kléber Dantas Eulálio, opinou no dia 14 de novembro de 2017 pela procedência parcial de denúncia contra a ex-prefeita de Jaicós, Waldelina Crisanto, por cometer supostas irregularidades na administração da prefeitura do município.

 

Segundo o denunciante Ailton Luís, houve licitações nos dias 28 e 29 de novembro de 2016, em regime de urgência com o intuito de empenhar notas fiscais de serviço e de aquisição de materiais, mas que não havia expedientes nas repartições municipais nem obras em andamento.

 

A denúncia relatou que após as eleições, a prefeita demitiu todos os contratados com a justificativa que não havia dinheiro para pagar salários, mas com a ajuda da Câmara de Vereadores, aprovou a criação de cargos e realização de concurso público, onde cada vereador e suplente teriam direito a indicar cinco pessoas para aprovação no concurso. O concurso foi cancelado por medida judicial.

 

Há informação na denúncia que a prefeita só efetua pagamento de salários a aliados políticos. Ailton Luís disse, ainda, sobre a suposta evolução patrimonial que não condiz com a situação da prefeita, uma vez que, segundo ele, a declaração de rendimentos da prefeita no TRE, no ato da inscrição da candidata à reeleição, era de R$ 910 mil, e que até a eleição passada não existia bens e passou a existir.

 

A ex-prefeita Waldelina Crisanto apresentou defesa alegando que a denúncia é improcedente e explicou que na data de 30 de novembro do ano passado, a folha desse mês não poderia ser paga pois o município realiza o pagamento da folha ao fim de cada mês.

 

Ela alegou ainda que documentos apresentados em outro processo no TCE comprovam o pagamento dos servidores municipais, não apresentando defesa quanto aos demais fatos denunciados.

 

Ao analisar a questão do concurso público, a DFAM, órgão do TCE responsável pela análise técnica do processo, destacou a criação de 142 cargos distribuídos em 23 categorias. O edital do concurso foi suspenso pelo juiz da comarca de Jaicós, que constatou diversas irregularidades no certame, dentre elas, a realização de concurso público no final do mandato a “toque de caixa” sem análise do impacto financeiro e necessidade de contratações.

 

O juiz também relatou a incoerência com a exoneração de vários servidores contratados sob suposto fundamento de equilíbrio de contas públicas. “Não vejo como prudente que que após três anos de inércia do cumprimento do comando constitucional da prévia aprovação em concurso público, a chefe do Executivo resolva, nos três últimos meses à frente da Prefeitura realizar concurso com aumento de despesa para administração futura, alegando urgência”, destacou o juiz.

 

Quanto a pagamentos de salários apenas a aliados políticos, a DFAM se baseou em análise de outro processo de denúncia contra a ex-prefeita de Jaicós, onde não há confirmação de que os mesmos receberam o que lhes era devido até o fim do referido mandato.

 

Em relação aos rendimentos de Waldelina Crisanto, o TCE mostrou que não foi possível analisar se a evolução patrimonial da prefeita condiz com a remuneração dela, pois depende também da renda de ser esposo, não conhecida totalmente pelo Tribunal.

.:: ComentarCorrigirEnviar por e-mailImprimir ::.

Comentários desta matéria:

Não há comentários para a matéria no momento.

Outras desta mesma coluna:

20-01-2018 :: Morre aos 52 anos ex-primeira-dama de Bocaina

19-01-2018 :: Pé Trocado diz que protesto de servidores tem motivação política

17-01-2018 :: Servidores de Sussuapara protestam contra atraso salarial

15-01-2018 :: Erivelto Barros abre licitação de R$ 1,1 milhão para compra de combustíveis

14-01-2018 :: Prefeita de Pio IX defende parcelamento do reajuste salarial do magistério

12-01-2018 :: MP investiga prefeito de Bocaina pela prática de nepotismo

12-01-2018 :: Promotor instaura inquérito contra prefeito de Isaías Coelho

10-01-2018 :: Morre aos 66 anos Secretário de Transportes de Sussuapara

10-01-2018 :: Chaguinha diz que taxa de Iluminação Pública deve ser de acordo com a inflação

09-01-2018 :: Obrastec diz que fez mais de 1.300 atendimentos em 2017

04-01-2018 :: Prefeito de Jaicós exonera todos os comissionados

29-12-2017 :: Morre aos 79 anos primeiro prefeito de Santana do Piauí

20-12-2017 :: Prefeito Netão Bezerra ignora crise e contrata 40 comissionados

19-12-2017 :: Chaguinha é eleito Inspetor Regional do Crea

17-12-2017 :: Prefeito solicita permanência do Banco do Brasil em Santa Cruz do Piauí

[ Todas desta coluna ]

Governo do PI - Governo do Piaui dr.bezerrinha - dr.bezerrinha advogado chagas  - advogado chagas Prefeitura Municipal de Picos - Prefeitura Municipal de Picos - Site Oficial gau jardele - gau jardele

© 2009 - Jornal de Picos - Todos os direitos reservados - E-mail: contato@jornaldepicos.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.