Página Inicial

Siga-nos:

17.11.2018

Opinião

"Uma cidade que gera um jogador fantástico como o GRANDE LEONARDO só pode ser uma cidade muito especial! OBRIGADO POR TUDO, PICOS! PERNAMBUCO JAMAIS ESQUECERÁ O FILHO DE VOCÊS! LEONARDO MARCOU ÉPOCA NO BRASIL INTEIRO! "


De: Sergio Silva em Recife, 04/03/2016 11:30:14h

[ Veja mais ]

Você está lendo a coluna: Política

LICITAÇÃO

Padre Walmir beneficia empresa do marido da suplente Creusa Nunes

Segundo denúncia gestor teria afrontado Lei Orgânica do Município para beneficiar empresa de informática

Rômulo Rocha - Blog Bastidores  

01/11/2018

Foto: José Maria Barros

clique para ver a foto em tamanho real

Padre Walmir beneficia empresa do marido de Creusa Nunes.

Em tempos em que políticos petistas estão sendo apontados como a personificação do atraso e de atos nada republicanos, o prefeito de Picos, do PT, é posto como um dos responsáveis por insistentes malfeitorias.

Audaciosos

O prefeito de Picos Padre Walmir de Lima, do PT, já em meio a tantos problemas, é acusado agora de beneficiar, de forma insistente, a empresa do marido de uma das suplentes de vereador em exercício do município Creusa Nunes, do PMDB. Atentando assim, contra a Lei Orgânica municipal, uma espécie de Constituição local, que veda tal prática. 

 

O Tribunal de Contas do Piauí (TCE), ao realizar inspeção deflagrada com base em informação prestada por divisão técnica noticiando possíveis irregularidades em contrato firmando entre a Prefeitura de Picos e a empresa GN Informática LTDA ME, solicitou todas as informações necessárias, através de medida cautelar, que também determinou a suspensão do certame. 

 

O início da averiguação, no entanto, não se deu a contento, uma vez que o padre desobedeceu à decisão cautelar. O político não apresentou ao TCE a íntegra do procedimento licitatório e “o pregoeiro apontado preliminarmente, Sr. Glauber Jonny e Silva, não era o responsável pela licitação", tendo que ser citado Francisco Rômulo Nascimento Costa, o pregoeiro responsável.

 

Os fatos foram considerados “graves”, levando novamente o Ministério Público de Contas a pedir a citação do prefeito para comprovar que “suspendera a execução contratual” da empresa de informática, além de “informar qualquer pagamento que tenha sido realizado à mencionada empresa”. 

 

Notificados, um dos sócios da empresa GN Informática LTDA ME informou que foi determinada a suspensão do contrato oriundo do Pregão Presencial 017/2017, no dia 19/05/2017, “promovendo-se o cancelamento do pregão nº 017/2017 no dia 27/07/2017, não havendo pagamento para empresa” em relação a esse pregão.

 

Padre Walmir, por sua vez, informa à Corte de Contas que cancelara o pregão, requerendo a extinção do processo por perda do objeto.

 

A PARTIR DE ENTÃO AS DESCOBERTAS... “MAIS GRAVES”


Após análise de divisão técnica da Corte de Contas, no entanto, se detectou que o Pregão 017/2017 estava com status de “finalizado”, não sendo cancelado no Licitações Web. 

 

De todo modo, é realizada uma nova licitação, com o mesmo objeto. E quem ganha? “O mais grave é o fato de que foi realizada nova licitação, a 048/2017, em 16/08/2017, com o mesmo objeto (locação de impressoras em regime de comodato), sagrando-se vencedora novamente a empresa GN informática LTDA ME, com valor de R$ 174.760,00”. Eis a resposta.

 

Ocorre que no Pregão Presencial 017/2017 de 30/03/2017, o valor homologado havia sido de R$ 126.737,50. E o valor contratado para o mesmo objeto nessa segunda licitação foi 37,89% superior à primeira licitação. 

 

Outro detalhe que chama atenção é que o edital da licitação é datado de 31/07/2017, somente quatro dias após o Pregão Presencial que fora cancelado por suspeitas existentes na contratação da dita empresa. Para o Ministério Público de Contas, “o município não tinha real interesse no cancelamento da referida licitação”. 

 

Isso não é tudo. Mesmo após a concessão de medida cautelar suspendendo o pregão inicial, que fora substituído por outro, a prefeitura de Picos havia realizado um terceiro Pregão Presencial para a “aquisição de material de informática para o município de Picos e suas secretarias, tendo como um dos vencedores [novamente] a [tal] da empresa GN Informática Ltda – ME, sendo homologado o valor de R$ 283.200,00”.

 

Não acabou ainda. A mesma empresa, a GN Informática Ltda – ME, também venceu o Pregão Presencial nº 26 de 2017, cujo objeto foi à aquisição de servidores para o município de Picos e suas secretarias, tendo sido a ela homologado o valor de R$ 25 mil.

 

Sistema do Tribunal de Contas informou que a empresa tinha em empenhos aquela época, o montante de R$ 314.933,62, tendo sido liquidado a cifra de R$ 183.670,14 e pago o total de R$ 156.048,90.

 

ILEGALIDADE NA PARTICIPAÇÃO DE LICITAÇÕES


O Ministério Público de Contas destaca que já havia o “entendimento da ilegalidade da empresa GN Informática LTDA – ME participar de licitações da Prefeitura Municipal de Picos, tendo em vista que os sócios são José Gonçalves Nunes Filho e Antônio Barbosa Sobrinho, sendo este último casado com a Sra. Maria Creusa Nunes Barbosa, vereadora do município de Picos, ferindo o artigo 28 da Lei Orgânica do município”.

 

A conclusão, portanto, era a de que “constituem-se irregularidades os contratos firmados com a empresa GN Informática Ltda – ME, através dos Pregãos Presenciais números 26, 31 e 48, bem como os pagamentos a ela realizados no montante de R$ 156.048,90”. 

 

“Verifica”-se, desta feita, que mesmo após a Decisão Monocrática do Eminente Relator, datada de 11/04/2017, a empresa GN Informática LTDA - ME participara e sagrara-se vencedora de três outros pregões presenciais distintos do Pregão nº 017/2017, quais sejam: a)  Pregão  Presencial nº 026/2017; b) Pregão Presencial nº 031/2017; e c)

Pregão Presencial nº 048/2017”, arremata o Ministério Público de Contas.

 

Como se vê a insistência em contratar a empresa era realmente digna de nota. 

 

Diante dos fatos, a Corte de Contas determinou uma nova inspeção. 

.:: ComentarCorrigirEnviar por e-mailImprimir ::.

Comentários desta matéria:

robert alves :: robertalves@hotmail.com
179.125.124.60 :: 02-11-2018 :: 15:11:34
E o que estão esperando pra colocar esses canalhas na cadeia? Será que não escapa um petista. eta partido maldito.

Outras desta mesma coluna:

16-11-2018 :: Secretária Maria Santana rescinde contratos com prestadores de serviços antes de assumir o cargo

15-11-2018 :: Câmara de Picos aprova projeto que regulamenta gratificação do PMAQ

12-11-2018 :: TJ anula antecipação da eleição da mesa diretora da Câmara de Picos

09-11-2018 :: Câmara adia votação do projeto que regulamenta gratificação do PMAQ

08-11-2018 :: Ciro Nogueira vota a favor de reajuste salarial dos ministros do STF

05-11-2018 :: Ministério Público expede recomendação ao Padre Walmir

05-11-2018 :: Deputados do PTB querem João Vicente na presidência do partido

03-11-2018 :: Aliados do Padre Walmir querem assumir comando do PTB em Picos

02-11-2018 :: Estudantes promovem sabatina com vereadores pioenses

01-11-2018 :: Padre Walmir beneficia empresa do marido da suplente Creusa Nunes

01-11-2018 :: Nerinho deixará PTB caso Paes Landim continue na presidência

29-10-2018 :: Picoenses comemoram vitória de Jair Bolsonaro

29-10-2018 :: Bolsonaro derrota Haddad e é eleito novo presidente do Brasil

28-10-2018 :: Picoenses retornam às urnas para escolher novo presidente

27-10-2018 :: Picoenses promovem ato em apoio a Bolsonaro

[ Todas desta coluna ]

aaaa chaguinha - aaaa chaguinha dr.bezerrinha - dr.bezerrinha marquês frios - marquês frios edilson madereira - edilson madereira Colégio Machado de Assis  - Machado de Assis edilson constutora  - edilson constutora Clínica Picoense  - Clínicas picoensw Prefeitura Municipal de Picos - Prefeitura Municipal de Picos - Site Oficial

© 2009 - Jornal de Picos - Todos os direitos reservados - E-mail: contato@jornaldepicos.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.