Página Inicial

Siga-nos:

28.5.2018

Opinião

"Uma cidade que gera um jogador fantástico como o GRANDE LEONARDO só pode ser uma cidade muito especial! OBRIGADO POR TUDO, PICOS! PERNAMBUCO JAMAIS ESQUECERÁ O FILHO DE VOCÊS! LEONARDO MARCOU ÉPOCA NO BRASIL INTEIRO! "


De: Sergio Silva em Recife, 04/03/2016 11:30:14h

[ Veja mais ]

Você está lendo a coluna: Política

JULGAMENTO

TRE nega recurso que pede cassação do prefeito de Paquetá do Piauí

Sessão foi realizada na manhã desta terça-feira, 15, e a corte negou o recurso interposto pelo pecuarista Manoel Gonçalves de Moura Filho

Por José Maria Barros  

15/05/2018

Foto: Edson Costa

clique para ver a foto em tamanho real

Prefeito (à direita) e vice de Paquetá do Piauí.

Em sessão ordinária judiciária realizada nesta terça-feira, 15, o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI), julgou improcedente recurso em Ação de Investigação Eleitoral Judicial (AIJE), que pede a cassação dos mandatos do prefeito de Paquetá do Piauí, médico Thales Coelho Pimentel (MDB) e do seu vice, Anderson Clayton da Silva Barros (PSDB).

 

A ação foi ajuizada pelo pecuarista Manoel Gonçalves de Moura Filho, o Lito Gonçalves (PR), segundo colocado nas eleições de 2 de outubro de 2016 em Paquetá do Piauí. Em primeira instância a ação foi negada pelo juiz eleitoral Expedito Costa Júnior, mas a defesa de Lito Gonçalves recorreu ao TRE, que também negou o pedido.

 

No julgamento de hoje a decisão foi a seguinte: “Resolveu o Tribunal, por maioria, vencidos o relator e o Doutor Astrogildo Mendes de Assunção Filho, nos termos do voto divergente do Doutor Daniel Santos Rocha Sobral e em dissonância com o parecer ministerial, conhecer e negar provimento ao recurso”.

 

Primeira instância

 

Em decisão proferida no dia 15 de novembro de 2017, o juiz eleitoral Expedito Costa Júnior lembrou que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no julgamento do Recurso Especial Eleitoral (Respe) nº 84356/2012 decidiu rever a jurisprudência da Corte no que tange à necessidade de inclusão de quem pratica o abuso de poder no polo passivo das Ações de Investigação Judicial Eleitoral (Aijes), tornando assim obrigatória a citação do agente público responsável pela prática do ato para que ele possa se defender.

 

Diante desse entendimento o juiz Expedito Costa Júnior Decidiu: “Ex positis, ante a ausência de formação do litisconsórcio passivo necessário no prazo para a propositura do presente feito, reconheço a ocorrência da decadência do direito de propor a ação, razão pela qual julgo extinto o processo com resolução de mérito, nos termos do artigo 487, inciso II, do Novo Código de Processo Civil”.

 

Entenda o caso

 

Lito Gonçalves (PR) acusa os candidatos eleitos aos cargos majoritários em Paquetá do Piauí de vários ilícitos. Abuso do poder econômico, abuso de poder político/autoridade e captação ilícita de sufrágios, a popular compra de votos.

 

Neste sentido, através de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral, Lito Gonçalves (PR) pede a cassação de registro, de diploma e declaração de inelegibilidade de Thales Coelho Pimentel (MDB), prefeito de Paquetá do Piauí e do vice-prefeito, Anderson Clayton da Silva Barros (PSDB).

 

Em suas defesas arguiram o prefeito e o vice, dentre outras, a preliminar de ausência de litisconsortes passivo necessário do então prefeito do Município de Paquetá/PI, Cristino Gonçalves Portela, tendo tal pleito sido renovado na audiência designada.

 

Eleição

 

Candidato pela coligação “União, Tradição e Compromisso”, formada pelos partidos do PMDB, PSDB, PT e PSB, o médico Thales Coelho Pimentel (PMDB), venceu as eleições em Paquetá do Piauí com 1.873 votos, equivalente a 56,36% dos votos válidos.

 

O segundo colocado foi o pecuarista Manoel Gonçalves de Moura Filho, o Lito Gonçalves (PR), que concorreu pela coligação “Unidos pelo Paquetá”, formada por PR, PTB, Rede, PSC e PROS. Nas urnas ele obteve 1.450 votos, ou seja, 43,64% dos votos válidos.

 

.:: ComentarCorrigirEnviar por e-mailImprimir ::.

Comentários desta matéria:

Não há comentários para a matéria no momento.

Outras desta mesma coluna:

25-05-2018 :: Sindserm contesta reajuste salarial de 2,95% concedido pelo Padre Walmir

25-05-2018 :: Hugo Victor cobra pagamento de salário dos servidores da Policlínica

25-05-2018 :: Câmara de Picos aprova reajuste salarial de 2,95% para servidores municipais

23-05-2018 :: Partidos políticos devem fazer convenções de 20 de julho a 5 de agosto

22-05-2018 :: Juiz nega cassação de nove vereadores de Picos

22-05-2018 :: Robert Rios diz que senadores piauienses são tratados com deboche

21-05-2018 :: Luciano Nunes cobra mais presença de Firmino em sua pré-candidatura

19-05-2018 :: Vice-prefeito de Picos Edilson Carvalho é submetido a cirurgia

18-05-2018 :: Seminário reúne em Picos principais lideranças da oposição no estado

18-05-2018 :: Hugo Victor cobra sinalização das ruas da Aerolândia

18-05-2018 :: Lideranças políticas prestigiam aniversário do Padre Walmir

15-05-2018 :: TRE nega recurso que pede cassação do prefeito de Paquetá do Piauí

15-05-2018 :: Wellington se reúne com lideranças do PP e PTB

09-05-2018 :: Eleitores lotam cartório de Picos no último dia para regularizar título

08-05-2018 :: Deputados do PTB ignoram pedido de partidos por candidatura de João Vicente

[ Todas desta coluna ]

Governo do PI - Governo do Piaui dr.bezerrinha - dr.bezerrinha Clínica Picoense  - Clínicas picoensw edilson madereira - edilson madereira marquês frios - marquês frios Prefeitura Municipal de Picos - Prefeitura Municipal de Picos - Site Oficial edilson constutora  - edilson constutora Colégio Machado de Assis  - Machado de Assis

© 2009 - Jornal de Picos - Todos os direitos reservados - E-mail: contato@jornaldepicos.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.