Página Inicial

Siga-nos:

18.1.2019

Opinião

"Uma cidade que gera um jogador fantástico como o GRANDE LEONARDO só pode ser uma cidade muito especial! OBRIGADO POR TUDO, PICOS! PERNAMBUCO JAMAIS ESQUECERÁ O FILHO DE VOCÊS! LEONARDO MARCOU ÉPOCA NO BRASIL INTEIRO! "


De: Sergio Silva em Recife, 04/03/2016 11:30:14h

[ Veja mais ]

Você está lendo a coluna: Brasil

DESPACHO

STF rejeita pedido de Lula para tirar Moro do caso de Atibaia

Em seu despacho, Toffoli argumenta que não vislumbra a apontada ofensa à autoridade do Supremo Tribunal Federal

Agência Brasil  

03/05/2018

Foto: reprodução

clique para ver a foto em tamanho real

Processo contra Lula continua nas mãos de Moro.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli negou hoje (3) um pedido de liminar (decisão provisória) da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que fosse retirada do juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, a ação penal sobre o sítio em Atibaia (SP).

 

Em seu despacho, Toffoli argumenta que “não vislumbro a apontada ofensa à autoridade do Supremo Tribunal Federal”, a justificar a concessão da liminar, que foi pedida em uma reclamação, tipo de processo destinado a assegurar o cumprimento de decisões do STF.

 

A defesa de Lula havia reclamado na quarta-feira (2) que Moro, ao negar a transferência dos autos para a Justiça Federal em São Paulo, afrontou a autoridade da Segunda Turma do STF, que na semana passada determinou a remessa para a capital paulista de trechos sobre Lula e o sítio presentes na colaboração premiada da empresa Odebrecht.

 

O pedido queria a suspensão da ação penal até que fosse pacificada de quem é a competência para investigar o caso.

 

Toffoli destacou, no entanto, que a decisão da Segunda Turma “não examinou a competência da 13ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Paraná para processar e julgar ações penais que já se encontravam em curso e nas quais o reclamante figura como réu”.

 

O ministro disse ainda que “determinou-se o encaminhamento isolado de termos de depoimento” da Odebrecht envolvendo Lula, “bem como que, em relação a esses termos de depoimento – e não em relação a ações penais em curso em primeiro grau - fossem oportunamente observadas as regras de fixação, de modificação e de concentração de competência”.

 

Negada a liminar, o caso deve voltar a ser analisado na Segunda Turma do STF, depois que a Procuradoria-Geral da República também der seu parecer.

 

Remessa negada

 

Nos depoimentos da Odebrecht são mencionadas reformas no sítio em Atibaia, que o Ministério Público Federal (MPF) diz ter sido entregue a Lula a título de propina, em troca do favorecimento de determinadas empreiteiras em contratos com a Petrobras.

 

Após a decisão da Segunda Turma, a defesa de Lula pediu a Moro que não só a delação da Odebrecht como todo o processo sobre o sítio em Atibaia fosse remetido à Justiça Federal em São Paulo ou em Brasília, onde os fatos criminosos supostamente teriam ocorrido.

 

Moro negou o pedido, afirmando que o caso do sítio tem “outras provas”, e por isso, por ora, deve permanecer em Curitiba.

 

O principal argumento da defesa é o de que o caso em nada está relacionado ao esquema de corrupção na Petrobras investigado pela Lava Jato, sob a supervisão de Moro, motivo pelo qual o juiz não seria o natural para conduzir a ação penal. Os advogados argumentam ainda que Lula não pode ser julgado pelos mesmos fatos em mais de uma jurisdição.

 

.:: ComentarCorrigirEnviar por e-mailImprimir ::.

Comentários desta matéria:

Não há comentários para a matéria no momento.

Outras desta mesma coluna:

13-01-2019 :: Terrorista Cesare Battisti é preso na Bolívia

10-01-2019 :: Rodrigo Maia descarta apoio do PT para reeleição à Câmara

09-01-2019 :: Toffoli mantém voto secreto na eleição para presidência da Câmara

01-01-2019 :: Jair Bolsonaro diz que vai tirar o país do socialismo

24-12-2018 :: Interrupção no fornecimento de internet é motivo para desconto na conta

23-12-2018 :: Câmara dos Deputados gastará R$ 19,5 milhões com novos cargos

21-12-2018 :: STF determina voto aberto para presidência do Senado

21-12-2018 :: Rodrigo Maia assina lei que permite municípios estourar gastos com pessoal

06-12-2018 :: Palocci afirma que Lula prorrogou MP em troca de dinheiro para filho

01-12-2018 :: PGR pede que ação contra Marcelo Castro e Ciro Nogueira fique no Supremo

27-11-2018 :: Gasolina despenca nas refinarias e preço resiste nas bombas

26-11-2018 :: Lava-Jato denuncia Lula por lavagem de R$ 1 milhão

23-11-2018 :: Juiz federal abre ação penal contra Lula e Dilma

19-11-2018 :: Fernando Haddad vira réu por corrupção

01-11-2018 :: Moro aceita convite de Bolsonaro para ser ministro da Justiça

[ Todas desta coluna ]

edilson madereira - edilson madereira Prefeitura Municipal de Picos - Prefeitura Municipal de Picos - Site Oficial Clínica Picoense  - Clínicas picoensw aaaa chaguinha - aaaa chaguinha Colégio Machado de Assis  - Machado de Assis dr.bezerrinha - dr.bezerrinha edilson constutora  - edilson constutora marquês frios - marquês frios

© 2009 - Jornal de Picos - Todos os direitos reservados - E-mail: contato@jornaldepicos.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.